Arquidiocese



Baseado no compromisso solene e público da comissão, aliás composta de pessoas cuja honorabilidade está acima de qualquer dúvida, e que bem compreendem as vantagens que, da criação da diocese, resultarão para uma zona das mais futurosas do Estado, responsabilizei-me perante a Santa Sé, pela constituição do patrimônio, de acordo com o que aí ficou assentado. Devo dizer-lhe agora que já entreguei ao Sr. Núncio o memorial e mais documentos necessários e que, antes do fim do ano, estará criada a diocese de Ribeirão Preto.

Como vê V. Revma., a minha palavra está empenhada perante a Santa Sé, não tendo eu outro interesse senão o bem dos meus diocesanos e patrícios. V. Revma. sabe perfeitamente que, se eu tivesse vistas humanas em todo este negócio, jamais me empenharia, como o tenho feito, pelo desmembramento da diocese de São Paulo, que terá de arcar com não pequenas dificuldades para manter-se na altura a que a elevaram o zelo e a dedicação dos meus antecessores.

Conto, porém, com a Providência e confio na santidade da causa que defendo.

Tudo isso quer dizer que, não obstante as dificuldades a que se refere V. Revma., eu estou tranquilo quanto à sorte de Ribeirão Preto, pois não admito sequer a hipótese de me ver colocado em situação desagradável, depois do belo movimento de fé e de entusiasmo de que aí fui testemunha. Não, Sr. Cônego: é possível que algum pequeno incidente venha pertubar um belíssimo plano de ressurgimento espiritual, mas confiamos em Deus e na sinceridade dos homens bons e criteriosos.

Satisfazendo ao pedido de V. Revma., envio-lhe a lista das paróquias pertencentes à nova diocese, dando-lhe amplas faculdades para fazer o que lhe aconselhar o seu bom espírito em favor de tão boa causa.

Creio que os Revdos. Vigários e os bons católicos de toda a zona lhe dispensarão as atenções que merece o bom operário, e considero como dirigidos à minha própria pessoa, e mais ainda à pessoa de Nosso Senhor, todas as provas de consideração que lhe forem dispensadas no cumprimento de sua santa missão.

Bênçãos e saudações.

Servo em J.C.

+Duarte, Bispo Diocesano".

No dia 30 de junho de 1907, o jornal A CIDADE publicou uma carta do Padre Evaristo de Moraes, Vigário de Cravinhos, onde este dava todo o seu apoio ao trabalho do Côn. Siqueira. Este procedeu às visitas que, conforme confessou mais tarde, deram-lhe outros problemas:

"Aos 12 de julho de 1907 dei começo à minha honrosa missão, percorrendo 26 paróquias, trabalho que foi bastante penoso, de sacrifícios, e de pouco resultado, concluído a 24 de novembro, data em que o Exmo. Sr. Dom Duarte Leopoldo, resolvendo ir a Roma tratar do desmembramento da Diocese, nos chamou, ordenando que apresentássemos o relatório sobre o patrimônio e constituição do Bispado.

"Neste trabalho, vários episódios se deram: alguns, mesmo sacerdotes, não acreditando na realização do Bispado, chamaram-me de tolo; outros, porque tratavam da construção da Matriz, se escusavam, e dentre eles alguns diziam - o que não deixava de ter sua graça - o Pe. Joaquim quer ser Bispo!

"Obedecendo às determinações da Exma. Autoridade Diocesana, apresentei o meu deficiente relatório, sem donativos fantásticos, porém cheio de esperanças; primeiramente, porque via na pessoa do Exmo. Sr. Bispo, um desejo extraordinário da criação da Diocese de Ribeirão Preto, e demais a importância da zona dava-me a certeza da breve constituição do patrimônio; e talvez por isso S. Exma. Revma. teve a caridade de fazer-me referência em sua pastoral de 11 de outubro de 1908".

O processo para a fundação das novas dioceses terminou em novembro de 1907.

Na relação do projeto das novas dioceses do Estado de São Paulo, com data de 14 de janeiro de 1908, que Dom Duarte elaborou para ser apresentado, em italiano, à Nunciatura Apostólica, consta o seguinte: em primeiro lugar, a situação da Diocese de São Paulo:

- 255.480 km²;
- 2.798.488 habitantes, segundo o censo de 1900;
- 233 paróquias;
- 128 igrejas filiais;
- 570 oratórios públicos;
- 264 padres seculares;

- 26 Ordens Religiosas e Congregações Masculinas com
.48 casas
.299 sacerdotes
.161 irmãos leigos;

- 28 Congregações de Irmãs com
.45 casas
.502 irmãs ocupadas em Hospitais e Colégios Católicos;

- 48 colégios e
- 50 escolas católicas dando instrução religiosa.

Dom Duarte mencionou que as paróquias mais próximas de São Paulo receberam visita pastoral há 10 ou 12 anos e que a maior parte das paróquias recebeu visita pastoral há 30, 40 e 60 anos! Afirma que as novas dioceses são não só convenientes, mas urgentes e de grande necessidade. E, continuando, diz: "Entretanto, permita-me observar que as novas dioceses de Ribeirão Preto e São Carlos do Pinhal terão a parte mais importante do Estado, donde provém toda a riqueza de S. Paulo. É certo, pois, que muitos dos párocos daquelas partes têm rendas anuais muito superiores à de vários Bispos brasileiros..."

No mesmo relatório, expôs Dom Duarte a situação de cada uma das novas dioceses:

Campinas: já tinha catedral, residência episcopal e um patrimônio de cerca de 200 contos de réis, mais 50 contos de réis da Fábrica da Catedral;

Botucatu: com catedral, residência episcopal, 130 contos de réis, mais 100 do patrimônio da Catedral;




Página:
                       





© Todos os direitos reservados - Arquidiocese de Ribeirão Preto - Paróquia São José
Desenvolvido por Gasper Soft - Processamento de Dados - contato@emporiobrasil.eti.br